segunda-feira, maio 05, 2008

separação

onde tu fores
ficará sempre pregada
a pegada
molhada
da tua ausência

(não há espaço sem tempo)
.

9 comentários:

legivel disse...

... não há volta a dar: apesar de descalço e em bicos dos pés, ela apanha-me...

inominável disse...

não caminhes descalço: podes apanhar uma infecção urinária...

isabel mendes ferreira disse...

perfeito.
a síntese.



beijoooooooooooooooSSSSS.

legivel disse...

... o meu médico urologista já me desacansou: tenho as solas dos pés à prova de bala*.

* Quando percebi que para ter todo o espaço deste mundo à minha volta era não lavar os pés, não quero outra coisa.

inominável disse...

à prova de bala, mas não à prova de dentadas de ácaros :)

legivel disse...

Ganimedes ou Ganímedes:

Lembrei-me que uma das paixonetas de Zeus (tudo o que vinha à rede era peixe) pelo belo frígio Ganimedes.

Nome próprio com que se baptizou a maior lua de Júpiter.

Cacilda:

Uma prima minha muito afastada que vivia na Trafaria (Margem sul do Tejo). Também tenho ideia de já ter ouvido o nome de Cacilde.

Viagens:

Este ano seria a Irlanda que (pasme-se!) não conheço, com muita Inglaterra à mistura, mas parece que a coisa está um pedaço comprometida. Veremos. Berlin, agora só daqui a mais uns dois a três anos, provavelmente.

Saudações e sorrisos lisboetas.

Bandida disse...

é a sombra. acho eu.



beijo

Graça Pires disse...

As sombras da solidão...

Claudia Sousa Dias disse...

Sempre dolorosa.

Quando não nos queremos separar.


CSD