segunda-feira, abril 21, 2008

tacto

(a F.L.)

observo-te
todos os olhos escondidos na epiderme
e vejo-me estendida na tua pele

(só os outros não me vêm)
.

14 comentários:

valter hugo mãe disse...

claro que serve. embora sejamos dois... mas serve. e talvez possamos pagar algo pelo uso de um quarto...

Nikita disse...

Lindo... os ouros não te vêem, mas estás lá e estarás para sempre :)

Maria Muadiê disse...

bonito...

Graça Pires disse...

Os olhos do coração vêem melhor...

Lauro António disse...

olá. Continuas a escrever... como só tu. E como vais? Tudo Bem? Um beijo

inominável disse...

nem sei se isso de escrever como só eu é bom ou é mau... de qualquer modo, bom rever-te por aqui, não com os olhos da epiderme, mas com os da leitura atenta...


PS- como vou? bom, cheia de coisinhas pequeninas, miúdinhas, inhas, inhas...

un dress disse...

? é o que se dá quando os olhos

vão crescendo

desordenados

intruso disse...

do que se vê com a pele e com o tacto.

:)

Claudia Sousa Dias disse...

Beijo grande...e tudo de bom!

:-)


CSD

Presença disse...

poros moradias...

bjo
bom fim-de-semana

isabel mendes ferreira disse...

observo-te. silenciosamente.

vendo-Te.


nas costuras de um tempo ao longe.


(gosto sempre muito da tua forma de escrever. como quem resvala esconde destapa e revela).



bom dia.

abracinho...

isabel mendes ferreira disse...

montanhas de PARAbÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.

isabel mendes ferreira disse...

li....nas entrelinhas....por aí....

beijos.



menina-mamã....

isabel victor disse...

Lindíssimo !

breve
intenso
in.nominável


:))


Bj*