sexta-feira, outubro 19, 2007

O erro do oitavo dia

depois da criação
o cansaço
ou a saturação
ou a satisfação genesíaca
tomaram conta de Deus

ao que parece esse foi o seu único erro:
esqueceu-se dos acertos
das correcções
das adaptações
e lançou o protótipo no mercado -
versão Homo Simius 0.1

(não se conhecem versões posteriores)
.

15 comentários:

un dress disse...

um pacote

de

deus

cristalizado

.

brilho

incansável

grão

de

sal

Mar Arável disse...

A diferença está no pó

Luis Eme disse...

Acredito que tenha sido a saturação... inspirado no blogue de alguém.

Pois, mas nesse tempo ainda não havia "net". Talvez estivesse saturado de outras coisa...

D. Maria e o Coelhinho disse...

A PAZ DA POESIA

QUE PRECISO

E EU BEM PRECISAVA DE PARTIR, DE FUGIR...

SAUDADES DO COELHINHO

O LUTO É RECENTE E TENTO ESPANTAR A DOR CANTANDO, CANTANDO MUITO , UMAS ÁRIAS DA "OPERA PROIBIDA" (da Cecilia Bartoli).
ÁRIAS TRISTES COMO A MINHA ALMA QUE CHORA A AUSÊNCIA , O MEU ACTO DESESPERADO, O TÊ-LO MORTO,

OH INSÂNE!

OH QUEM ME DERA SER LADY MACBETH E LAVAR, LAVAR, SEMPRE AS MÃOS , SEMPRE, SEMPRE .

VIM PARA AQUI PARA VER SE APAZIGUO A MINHA ALMA ENCHARCADA.

D. MARIA

inominável disse...

pois Dna Maria: venham a mim os que estão saturados... e ficarão pior!!!! LOL

tolilo disse...

deus... tem muitos mundos para pensar!

deus... sabe bem!

Ida disse...

Deus não pensa, ele É em plenitude!

Depois, haja coelhinhos para matar!

E nada se satura para sempre, é só fazer um upgrade.

Ó Miiiicas!!!! Chama aí esse escrivão! Já descansou muito estes dias! Vê lá se os cigarros andam assim tão escassos nessa terra do Eng. Sócrates! Vai chamá-lo à Independente! Alguém tem de pôr ordem nisto!

Ida disse...

Agora, Sra. Marquesa, satisfaçao genesíaca... nem os Rolling Stones... Boasinha com neologismos... de matar como semantic approach.... AMEI!

legivel disse...

... ouvem-se os passos do escrivão vindos da direita baixa, todo ele maços de tabaco

"Senhora Marqueza, Dona Ida! que nem me deixais respirar... Nem calculais o magote de homens que estava na tabacaria e a maioria deles sem vontade nenhuma de voltar a casa tão cedo. De tal modo que me vi e desejei para chegar aqui a tão poético espaço, senhoras minhas.
E que belo tema temos aqui: um erro do criador, o que prova que errar não é apenas humano mas também sobrenatural.
Mas há uma versão mais actualizada e generalizada: com airbag. Elas grávidas e eles com a barriguinha da abastança.

o homem não é perfeito
vem de longe a tradição
digo-o com um nó no peito
que persigo a perfeição.

Virei mais tarde; pelo cair do dia, paredes meias com a noite, porque agora se faz tarde".

saiu pela esquerda alta, servindo-se do escadote da pintura dos cenários.

Maria Muadié disse...

;)
será essa a nossa questão? sermos uma versão apressada?

Ida disse...

Afinal, o escrivão é ator e este blogue, seu palco!!! Ai nossasinhora! E está mesmo para teatro vicentino com escadotes à esquerda e à direita, abaixo e acima... ora, isto já me dá outras idéias, pra baixo, pra cima, mais pro lado... bem...

Vamos ao que interessa, além dos olhos do reitor da universidade de Coimbra (sim, a velha e honorável) que são azuis cinzentos, sabia sra. Marquesa? Pois, estive bem diante dos tais olhos, que para além de tudo, foram de uma simpatia inattendue para tanta vetustice daquelas velhas pedras.

Btw, sr. escrivão, lambareiro (o termo se deve à uma velha tia tripeira) como anda, vai acabar sendo exemplo do seu próprio up grade, com airbag duplo, se calhar!

Mas, a propósito destas rimas de cá, qual perfeição persegue, après tout? A da alma, ou a do corpo? para qq uma delas tenho uma linda resposta do Carlos Drumond, mas terá de ir ao meu sulb para saber.

E, sobrenaturais somos nós, que nos divertimos à larga com palavras e nada mais!

Reverências emocionadas aos dois! OK, a emoção também se deve a uma dose extra de espumante que acabo de consumir em um triunvírico episódio que relato mais adiante.

isabel victor disse...

E tudo isto porque " O Tigre não ama ..." no Caderno saberás porquê :))

vivam as/os poetas !

beijo*saudades

Debaixo do Bulcão disse...

Gostava muito de publicar este poema no blogue Debaixo do Bulcão (debaixodobulcao.blogspot.com)

Dá-me licença?

António Vitorino

Claudia Sousa Dias disse...

:-D


Beijo grande e parabéns por este poema!


CSD

Frioleiras disse...

excelente............

(pergunto-me sempre..........
e o 8º dia ?
e
e
porquê
o erro................
porquê
a dor.................
sim o cansaço de Deus.......
...........cansou-nos
logo à nascença...............)



e...............)