segunda-feira, julho 09, 2007

dádiva

és a materna idade de onde nasci
nado-vivo sem nada por onde me dar

deste-me à luz
num parto doente e farto
e eu dei-te estes olhos mortos
transloucados de claridade

22 comentários:

un dress disse...

és o meu medo

o meu terror

a minha insane proCura

APC disse...

É o empate técnico da geração! :-)

... ... ... ... ... ...

- Mas como mortos (les yeux) se d'alma[mater] viva? -

PS - E não há mais posts porque o meu blog está a deixar-se morrer... Lenta e suavemente. Porque sim; porque é para ser assim, eu acho! :-)

PPS - deixo um abraço, mas é só para ocupar espaço! ;-)

eu disse...

na gota de água
suspensa na tinta,
traço o silêncio da palavra,
a embrulhar
a poeira desse olhar morto
que me espia
sem me ver...

Para ti da


D. Galinha

Paula Calixto disse...

Dádiva... presente.
Aceitar... opção/imposição.
Lidar... escolha.

Escolher lidar com alegria de vida mesmo encarando a dor... sapiência!

Beijos

P.S.: Quanto a tua eprgunta intrigante lá no meu blog... deixo, EM PARTE, a resposta em um comentário abaixo do seu e, no mais... ao seu critério a sua própria visão do perfil de um homem atrevido (a qual, metaforicamente, se refere Machado de Assis ao merecedor da tal maçã: aquele que se encoraja a subir ao topo da árvore para colhê-la).;)

inominável disse...

Ò APC, não o deixes morrer... sobretudo se for suavemente... arrebate-o de uma vez ou sopra-lhe vida para as narinas dos posts....

Rafael Velasquez disse...

és o ponto...
és a idade...

Vou parar, não sei fazer poesia. :)

inominável disse...

... és a idade no ponto
o ponto final da idade.

isabel victor disse...

Poeta

Gosto-te !

B*
i

ser&grafia disse...

um aborto, portanto... ou uma interrupção involuntária de uma não-gravidez...

legivel disse...

no(meio)-te nome
que abominas
e me ofereces olhares defuntos
que não estimas.

bem me podias dar algo de mais útil
um pc portátil leve e niquelado
ou um flat no parque das nações.
detesto a prenda com o laço fútil
que um gajo abre e põe de lado
depois do "obrigado", xi-corações!"

mas quem sabe o que posso fazer com esses olhos...
depois de reparados.
com uns bons óculos escuros
ninguém repara que estão fechados.

inominável disse...

e que olham semi-serrados para as formas deformadas pela miopia...

Luis Eme disse...

Mais uma vez "surrealista"...

mas com mais mensagens e até pingos de amor...materno.

legivel disse...

ok ok!
penso que já sei
estivemos no mesmo oftalmologista.
eu era o tipo do olhar enviezado
e aposto que tu eras aquela artista
do cinema e teatro declamado
(sou péssimo para nomes, que chatisse!)
com lentes de contacto violeta.

e de ti eu sempre disse:
representa tão bem! que pena ser cegueta!





Nota de rodapé?!:

Estes meus comentários não têm qualquer intenção ofensiva em relação a quem escreve o post. Escrevo-os de forma "dialogante" (embora irónica) em relação ao texto editado.

Legìvel/Alberto Oliveira

D. Maria e o Coelhinho disse...

E VAMOS DE FÉRIAS !

FÉRIAS !

NÓS QUE AMAMOS PRAIAS E ALGARVE !

BEIJOKAS

D. MARIA E TAMBÉM O COELHINHO
(vamos os dois)

inominável disse...

e bendito sejas tu, entre os irónicos, ò Legível. Amén.

legivel disse...

... nunca no virtual
me tinham tratado tão piamente.
adoro o tom celestial
vindo dum anjo... em figura de gente.
persigno-me ajoelhando na pedra fria,
d´olhos em bico fito são gabriel;
corro inspirado para a sacristia
sai mais um post no meu "papel"


risos e óptimo fim de semana.

inominável disse...

és de fazer rir... um dia ainda te vou ler a fundo e serás ilegível... até que... e reescreverei o teu nome, que será mais inominável que o meu... até que...

continua a fazer-te ler... passa cá...

eu disse...

Olha, o meu amigo Coelhinho faz hoje anos. Queres vir ver o postal que tenho para ele?


D. Galinha

un dress disse...

jonh surman...edges of illusion...

voilá... o nome do vício...;)



:) kiss

Poesia Portuguesa disse...

Espero que não te importes que tenha levado "emprestado" um poema teu...

Beijo e bom domingo :)

inominável disse...

gostei que tenhas apanhado a "resposta do amigo", a minha leitura pessoal de "As velas não ardem até ao fim"...

luso disse...

venha participar com a sua poesia em www.luso-poemas.net

vai adorar e seria uma honra para nós.
obrigado=)